Menu fechado

Viagens grátis na Uber, ofertas na Walmart, doses enviadas às igrejas: como Biden quer vacinar 100 milhões em dois meses

À medida que o número de vacinados aumenta, a velocidade da imunização tem diminuído nos Estados Unidos, o que pôs os especialistas a questionarem se a imunidade de grupo – tida sempre como um dado adquirido – será sequer possível.

Os alarmes soaram na Casa Branca e Joe Biden reagiu com uma nova estratégia nacional para a vacinação contra a covid-19.

Numa altura em que 40% dos americanos adultos já completaram a vacinação, e pelo menos 57% receberam uma das doses, é preciso aumentar a velocidade. A meta? Chegar ao Dia da Independência dos EUA, 4 de julho, com 70% da população imunizada. Isto implica vacinar 100 milhões de americanos em 60 dias.

Descentralizar as vacinas

Como primeira medida, o presidente norte-americano orientou milhares de farmácias a oferecerem vacinas em regime ‘walk-in’, o que permitirá afastar o processo dos centros de vacinação e, por isso, descentralizá-lo.

Cadeias de farmácias multinacionais como a CVS, a Walgreens, a Rite Aid e a Walmart já anunciaram que estão a oferecer vacinas, numa medida que espera convencer alguns adultos mais hesitantes.

Para além de farmácias, algumas doses irão ser enviadas também para igrejas, locais de trabalho, como fábricas, em zonas mais rurais.

Viagens gratuitas se for para receber vacinas

Joe Biden anunciou esta terça-feira um apoio à Lyft e à Uber, empresas de transporte individual, para fornecerem viagens gratuitas a pessoas que vão ser vacinadas.

Embora as empresas já tenham oferecido “boleias” gratuitas e com desconto para alguns utilizadores, a nova promoção, que começa nas próximas duas semanas e dura até 4 de julho, pretende intensificar a medida, aplicando-se a qualquer pessoa em busca de uma vacina.

jose fernandes

Estados têm de “pegar ou largar”

Também haverá uma mudança significativa na forma como as remessas de vacinas são distribuídas e alocadas aos estados, para desincentivar o desperdício de doses não utilizadas e, em vez disso, oferecê-las aos estados nos quais faltam.

Veja também:  Justiça do Trabalho: vínculo empregatício entre motoristas e Uber

Universidades exigirão vacinas

Mais de 200 universidades e faculdades vão exigir certificados de vacinação para alunos e funcionários já neste outono. Segundo a Poynter, a lista de universidades que o vai fazer está a crescer rapidamente, apesar de a tendência se verificar mais junto de instituições privadas do que de públicas.

Universidades públicas de diferentes estados estão a tomar decisões diferentes. Os campus da Universidade de Massachusetts em Amherst, Boston e Lowell, bem como outras nove universidades públicas de Massachusetts, irão avançar já neste outono. Da Colorado State University e da Washington State University chegou a mesma notícia.

Já em cinco outros estados – Arizona, Idaho, Flórida, Montana e Texas – existem “ordens executivas permanentes” que proíbem as entidades governamentais de exigirem prova de vacinação covid-19 para o acesso a edifícios ou serviços.

Exportar para outros países

Para além de vacinar mais americanos, esta terça-feira Biden disse que também quer exportar doses para outros países. “Prometo que teremos vacinas suficientes para os americanos, mas vamos empenhar-nos em trabalhar com outros países”, disse, naquilo que pareceu ser uma resposta à Europa.

Este sábado, na Cimeira Social da União Europeia, no Porto, a presidente da Comissão Europeia disse que a UE é “a única zona do mundo a produzir e a exportar vacinas em larga escala”, é “a farmácia do mundo” e, mais importante ainda, uma farmácia “aberta”. Ao contrário dos EUA, subentendeu-se. Por isso Von der Leyen convidou “todos” a fazerem o mesmo.

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

0 0 vote
Article Rating

Deixe uma resposta

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas