Menu fechado

Uber e Arrival vão criar veículo autónomo para transporte de passageiros 

A Uber e a startup britânica Arrival estão a trabalhar em conjunto na criação de um carro elétrico, desenhado especificamente a pensar no transporte urbano de passageiros. 

Se tudo correr bem, o carro começa a ser produzido no terceiro trimestre de 2023 e não será um exclusivo da Uber. O objetivo é que venha a ser usado por motoristas de diferentes serviços de transporte de passageiros, explicou já a Arrival, estimando um mercado potencial de 30 milhões de condutores. 

As empresas revelaram entretanto algumas imagens conceptuais do novo veículo, explicando que terá um sistema para reclinar o banco do pendura e aumentar o espaço dos passageiros, ou o banco do condutor que tem um design ergonômico, pensado para tornar as muitas horas passadas ao volante mais confortáveis. 

O assento junto às portas traseiras foi desenhado para facilitar entradas e saídas do veículo e em cada porta há divisórias iluminadas. A segurança será uma prioridade no design, garante a Arrival, e o condutor contará com o apoio de um painel de instrumentos, integrado no monitor ao lado do volante, numa configuração idêntica à dos veículos Tesla. 

Estas opções de design do novo carro para já não passam disso mesmo, a fórmula final do modelo só será conhecida mais para o final do ano e contará com a opinião de motoristas da Uber, que a empresa quer envolver nesta fase do processo. 

Os veículos elétricos podem ser uma solução de sucesso no futuro do transporte urbano de passageiros, porque têm custos de manutenção mais reduzidos que os de um carro convencional e podem circular em qualquer local, tendo em conta que muitas cidades já criaram zonas neutras em emissões de carbono e muitas outras tendem a criar. No entanto, ainda são mais caros que as opções “tradicionais”. 

A Arrival acredita que pode alterar essa condicionante, produzindo veículos em “micro fábricas”, unidades altamente automatizadas e com uma reduzida pegada ambiental, um conceito que ainda é preciso provar que funciona. As primeiras três micro-fábricas da empresa estão em fase de lançamento nos EUA e Reino Unido. Vão também produzir carrinhas de entregas para a UPS e autocarros.  

A colaboração da Uber no projeto é importante, já que a empresa tem planos para até 2030 trabalhar apenas com motoristas de veículos elétricos na Europa e nos Estados Unidos. Esta é aliás uma área onde a Uber tem investido, colocando capital em projetos de terceiros ou em projetos próprios, que entretanto repensou.

A empresa anunciou no final do ano a venda da sua unidade de veículos autónomos, ao grupo Aurora Innovations, depois de várias polémicas com o projeto que nasceu para criar um sistema capaz de substituir os motoristas humanos da empresa por sistemas de condução autónomos. 

Reportagem Original

Veja também:  Uber pode suspender serviço se for obrigada a tratar motoristas como funcionários - Tecnoblog

Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

0 0 vote
Article Rating

Deixe uma resposta

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas