Menu fechado

‘Uber de Ônibus’ oferece viagens a R$ 10 para São Paulo, Rio e diversas cidades até domingo

A Buser, empresa de viagens compartilhadas conhecida como “Uber de Ônibus”, oferece a primeira viagem para novos usuários do aplicativo (AppStore ou Google Play), ou pelo site, por R$ 10. A promoção é válida somente na primeira viagem e termina neste domingo (31).

A empresa, que teve seu início em julho de 2017, é baseada no conceito de economia compartilhada e liga passageiros a empresas de transporte executivo. Dessa forma, é possível oferecer preços até 60% mais baratos que o transporte tradicional.

O passageiro também pode sugerir novas rotas. Para isso, basta fazer o cadastro e criar um grupo com destino, dia e horário. Todos os usuários têm acesso e podem aderir ao trajeto. Assim, novas viagens são criadas.

A ocupação mínima para a realização de cada viagem é de 60% dos assentos. O usuário terá a confirmação do deslocamento até 24 horas antes da partida. Caso o ônibus não tenha ocupação máxima, o valor cobrado será proporcional à lotação.

De BH para São Paulo, o rateio mínimo por trecho é de R$ 85,90 por pessoa e o máximo de 99,90. Confira alguns destinos disponíveis (reserve e veja preços por AQUI):

  • Ipatinga (MG)
  • Brasília (DF)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • São José dos Campos (SP)
  • São Paulo (SP)
  • Vila Velha (ES)
  • Vitória (ES).

Marcello Abritta, um dos fundadores da Buser, conta o quanto a empresa evoluiu desde 2017. “Antes fazíamos uma viagem por semana, agora temos uma média de 20 por dia. Recebemos novos investimentos em novembro do ano passado, o que auxiliou em um melhor planejamento”, conta.

A Buser conta com a parceria de 15 a 20 empresas. “São todas certificadas, com as licenças pedidas pelos órgãos de fiscalização”, completa Marcello.

Veja também:  A pedido de associação, MPE investiga Ifood e Uber Eats - Midia News

Polícia e DEER impediram primeira viagem em 2017

A viagem inaugural da Buser, aconteceria no início de julho de 2017, porém, uma ordem judicial não permitiu a saída do veículo que teria como destino a cidade de Ipatinga, na região no Vale do Aço.

Fiscais do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG) entraram no ônibus e começaram a perguntar o destino, endereço, telefone e se as pessoas se conheciam. O serviço do órgão  é fazer a fiscalização nas estradas e garantir que a lei seja cumprida.

“As vistorias são feitas de forma aleatória. Mas essa especificamente, ficamos sabendo por meio das redes sociais. Essa viagem se configura de forma ilegal, já que ocorreu venda de passagens anunciadas pela internet. Por isso, a ordem é que o ônibus não siga viagem”, disse Catarino Rodrigues, fiscal do DEER-MG.

Source link

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas