Menu fechado

Uber aposta no Connect: o serviço que permite que envia e receba objetos em casa – NiT New in Town

Uber aposta no Connect: o serviço que permite que envia e receba objetos em casa

Foi criado na altura do primeiro confinamento e continua ativo. A NiT falou com o diretor da plataforma sobre a nova opção.

Serviço tem meses de vida.

Foi criado em 2020, aquando do primeiro confinamento, para permitir que, mesmo em casa, as pessoas continuassem a enviar e receber objetos de forma segura. Disponível na app da Uber, o serviço Connect foi pensado para “quebrar distâncias, surpreender quem mais gostamos, da família aos amigos, e fazer-nos sentir a todos um bocadinho mais próximos”, especialmente neste período, explica fonte da plataforma.

Enquanto o “fique em casa” continua a ser o mote, o serviço continua ativo, bastando aceder à app Uber e clicar em “Pacote” para usar o Connect. Para perceber melhor como esta opção funciona, quais os seus objetivos e custos, a NiT falou com Manuel Pina, diretor geral da Uber em Portugal, que explicou tudo o que precisa de saber sobre este serviço.

Segundo Manuel Pina, é simples: a opção pretende basicamente que possa enviar ou receber objetos através da aplicação. “O Uber Connect pode por exemplo ser utilizado para enviar um livro a um familiar, receber um presente de anos de um amigo, ou até ser uma opção para vendas de lojas do comércio local”, explica-nos.

Neste último caso, uma lavandaria pode enviar e receber roupa dos seus clientes sem que eles tenham que sair de casa ou um comerciante pode vender um artigo online ou por telefone, e fazer chegar esse artigo aos seus clientes, no mesmo dia, através do Connect, adianta o responsável.

O diretor da marca em Portugal diz que a opção foi sucessora do Uber Drop-Off, lançado pela primeira vez em Portugal em março do ano passado. Nesse momento, o País estava a entrar no primeiro confinamento, o que significou um impacto muito grande nos parceiros e motoristas TVDE que viram uma redução nos seus pedidos de viagem, lembra este responsável. “Ao mesmo tempo, as compras online e a procura por serviços de entrega ao domicílio aumentaram, e muitas empresas não estavam suficientemente preparadas para esse aumento de procura nestes canais digitais. E foi aqui que concluímos que na Uber poderíamos ter uma solução que ajudasse estes negócios a ultrapassar o confinamento ao mesmo tempo que permitia que os parceiros TVDE continuassem a fazer viagens”, frisa.

Veja também:  [Vídeo] #DicadoKanall parte 2 Uber / 99 não vale apena ser motorista em Manaus - Am

Depois, a plataforma percebeu que, além do comércio local, os utilizadores particulares viram valor nesta opção de envio e receção de objetos, e assim nasceu o Uber Connect, lançado em junho de 2020.

Para fazer um envio, seja de embalagens, livros ou presentes, o método é semelhante a pedir uma viagem UberX. Tal como quando pretende fazer um pedido de viagem, o primeiro passo é abrir a aplicação e entre as várias opções que aparecem no ecrã principal, escolher a opção que diz “Pacote”. A partir daqui só tem que seguir os passos, identificando a pessoa que vai receber, a morada de entrega e confirmar que não está a entregar nenhum dos artigos proibidos de acordo com os termos e condições. Após confirmar o pedido, um motorista vem ao seu encontro para recolher o objeto e segue para o local de entrega. “Depois é só esperar pela reação da pessoa que surpreendeu”, diz Manuel Pina.

O diretor diz que o Connect foi pensado tanto para empresas, como para utilizadores particulares. “Por um lado, qualquer pessoa pode rapidamente enviar um produto ou objeto todos os dias; e por outro, qualquer empresa pode utilizar o serviço para fazer chegar os seus produtos a casa dos clientes, no mesmo dia ou até na mesma hora”, diz ainda.

Sobre preços, a opção tem o mesmo valor base que as viagens UberX. Sendo que, através do Uber Connect, os parceiros TVDE não estão a transportar pessoas, mas sim coisas: a única diferença é a taxa de IVA aplicável, que no caso é de 23 por cento.

Ainda em relação ao ano que passou e ao seu impacto na plataforma e nos seus funcionários, Manuel Pina admite que o último ano “não tem sido fácil para o setor da mobilidade, que depende sobretudo de pessoas que saem de casa para se moverem na sua cidade”.

Veja também:  [Vídeo] Palhaço ensina truque da banana mágica

A marca reagiu com opções como esta e outras: o reforço da segurança e higiene em viagens, entrega de material de proteção individual gratuito a motoristas, lançamento de ferramentas tecnológicas para deteção de máscara para motoristas e utilizadores e, diz ainda, “apoio financeiro a motoristas que infelizmente ficaram impedidos de conduzir por contraír Covid-19”. Finalmente, “anunciámos recentemente a nossa parceria com a Cruz Vermelha para apoiar o processo de vacinação com 20 mil viagens Uber gratuitas”.

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

0 0 vote
Article Rating

Deixe uma resposta

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Pular para a barra de ferramentas