Menu fechado

Recompensa por indicação de motoristas está chegando ao fim

A Uber é a maior empresa de transporte particular por aplicativo do mundo. E não é atoa. Além de ser piorneira neste segmento, parte de todo o seu sucesso se deve aos investimentos bilionários em programas de indicações e campanhas publicitárias. Por outro lado, esse crescimento astronômico também tem forte relação com a rivalidade dos taxistas, conforme explico a seguir.

Quando a Uber surgiu, em 2009, seu crescimento foi tímido. Porém, com 1 a 2 anos depois ela começou a ganhar muita popularidade, pois era a única alternativa mais econômica em relação aos táxis. Então, os taxistas começaram a fazer manifestações e destruir carros de centenas de motoristas, o que acabou criando uma curiosidade na população quanto ao serviço por aplicativo e, contrariando a maioria, isso trouxe uma grande credibilidade para a Uber.

Na mesma época, a Uber iniciou um programa de indicações que funcionava da seguinte maneira: cada parceiro que indicasse outra pessoa para trabalhar como motorista ganharia um prêmio em dinheiro entre 500 e 1.500 dólares, desde que o indicado completasse um total de 50 viagens válidas. Em algumas cidades o prêmio chegou a valer 2.000 dólares.

Dessa forma a Uber conseguiu mais do que triplicar a quantidade de motoristas que estavam ativos e trabalhando, pois o prêmio por cada indicação servia como um gigantesco incentivo. Além disso, a empresa também adotou um sistema parecido para os seus passageiros, que funcionava assim: cada cliente que indicasse uma nova pessoa para usar o aplicativo receberia descontos de 20 a 40 dólares (acumulativos) para abater no valor de futuras solicitações.

Mas, infelizmente, a Uber deu início ao encerramento do seu programa de indicações para novos motoristas. Por enquanto, apenas cidades dos Estados Unidos estão sendo afetadas pela mudança da empresa, porém a tendência é que o mesmo comece a acontecer em todos os outros mais de 60 países onde o aplicativo mantém suas operações.

Veja também:  Rival da Uber, Lyft reafirma aposta em bicicletas elétricas

O Brasil certamente está na lista, entretanto há uma pequena especulação de que este programa continue a funcionar em novas cidades onde a Uber esteja iniciando as suas operações. Evidentemente, depois de alguns meses o programa chegará ao fim mesmo nessas novas cidades.

Achou útil? Compartilhe!

Artigo original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

Será um enorme prazer te receber como novo membro em nossa comunidade 🙂

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas