Menu fechado

Projeto de lei visa limitar carros da Uber em SP. Veja o que deveria ser feito! – Oficina da Net

Fonte: dailymail.co.uk

Ontem realizou-se a votação na Câmara dos Vereadores de São Paulo do projeto de lei, de Adilsom Amadeu, que visa limitar o número de carros dos aplicativos de transporte Uber, 99 e Cabify. A proposta é que a quantidade de automóveis das empresas que oferecem o serviço de transporte através da utilização de apps seja igual ao dos clássicos taxis. De acordo com dados fornecidos pelas próprias empresas que estão tentando controlar através de leis da prefeitura do município, há mais de 150 mil motoristas cadastrados na cidade enquanto o número de taxistas é de 40 mil.

Projeto visa igualar o número de carros dos aplicativos de transporte Uber, 99 e Cabify, com os taxis

O projeto de lei claramente visa o benefício dos taxistas, embora o correto fosse diminuir o número de carros de ambas as partes (taxistas e empresas de transporte via aplicativo). Entretanto, muitos acabam indo por outra linha, acreditando que a diminuição de carros irá afetar o direito de ir e vir do cidadão, porém o que ocorre é que tanto um quanto o outro estão afetando o fluxo de pessoas e a qualidade de vida da cidade. A cidade de São Paulo é conhecida por seus engarrafamentos causados pela quantidade excessiva de carros, onde inclusive existe o rodízio de carros de acordo com a placa para diminuir o “entupimento” das vias. A Uber e empresas semelhantes (citadas acima) já foram alvo de críticas em que eram acusadas de afetar o fluxo de pessoas do transporte público coletivo, que quanto menos utilizado mais engarrafamento terá nas ruas e avenidas de São Paulo.

Será mesmo que os carros são a solução para São Paulo?

Infelizmente as pessoas enxergam somente a sua parte e esquecem que uma única pessoa no carro somada a outros carros com a mesma configuração ocupa um espaço imenso se comparado aos ônibus e metrôs. A densidade populacional de São Paulo já não comporta mais uma pessoa por carro e com a facilidade, preço e agilidade dos carros da Uber, por exemplo, haverá a migração de pessoas que antes utilizavam-se do metrô e ônibus na cidade para os carros, gerando mais engarrafamentos. E o que as pessoas fazem quando estão paradas nos seus carros ou nos da Cabify? Nada. Ou seja, é perda de tempo, de dinheiro e de qualidade de vida.

Veja também:  Uber off: motoristas de aplicativos preparam paralisação nesta quarta-feira

Ao invés dos vereadores fazerem projetos para ficar gerando “rixa” entre taxistas e Uber, 99 e Cabify, eles deveriam colocar em votação leis para incentivo de criação de corredores de ônibus, ampliação das linhas do metrô (que são uma vergonha perto das linhas de cidades em outros países) e até ciclovias, pois embora a bicicleta não seja coletiva, ela não polui, gera saúde e ocupa menos espaço nas vias.

Abaixo você vê o jornalista Andrea Matarazzo expondo a sua opinião pensando dizendo que o aumento da oferta de veículos é bom para os moradores de São Paulo e para a própria cidade, uma visão errônea.

Hoje muita gente deixa o carro em casa pela facilidade de transporte de táxis e por aplicativos. A concorrência só trouxe benefícios para o mercado, inclusive aumentando o número de viagens de táxis. O aumento da oferta de veículos compartilhados é bom não só para os usuários, mas também para a cidade, gerando empregos e receita.

O caminho não deve ser restringir o número de carros, mas facilitar a regulamentação para motoristas de táxi e melhorar a comunicação entre empresas e secretaria de segurança, com compartilhamento de cadastro dos motoristas. Isso traria ganhos para o setor e para a população, mantendo um serviço de qualidade e melhorando a segurança.”

Felizmente ainda existem pessoas que enxergam além, como Vinicius, que responde a Andrea dizendo:

Discordo. Hoje o q só vemos é o aumento do número de carros de aplicativos e não na melhoria do transporte público. Construção de novos corredores de ônibus, aumento de faixas exclusivas… está fora de pauta. O q o poder público precisa fazer é trazer + a qualidade de vida para a cidade e não piorar. A cidade é das pessoas e não do carro. E ainda temos a questão da poluição aonde a maior cidade do país não tem nenhuma ação específica para isso. SP necessita de ações voltados para o transporte público urgente. E numa cidade como São Paulo, a prioridade deve ser sempre o transporte público, sempre!!!”

Veja também:  Banco Inter e Uber negociam parceria financeira, diz fonte

A Uber na tentativa de deixar “mais justo” lançou em algumas cidades a opção de visualizar as opções de transporte coletivo disponíveis para que o usuário compare os preços e o tempo de viagem das modalidades e decida qual irá utilizar.

Qual a sua visão sobre os taxistas, as empresas de transporte por aplicativos, transporte publico coletivo e os engarrafamentos da cidade de São Paulo? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

Leia também:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas