Menu fechado

Motoristas da Uber preparam carreata por reajuste de preços e mais segurança – Eu, Rio!

Usuários do aplicativo de corridas Uber podem ficar sem o serviço no próximo dia 23. Motoristas ligados a plataforma lançaram nesta sexta-feira (12) uma convocação pelas redes sociais para a realização de manifestações pelas ruas da capital fluminense pedindo o reajuste do serviço básico para R$ 8 e do quilômetro rodado para R$ 1,40, além de melhores condições de trabalho e segurança, com a permissão para a recusa de passageiros em favelas.

Na convocação, eles programam uma carreata para sair do Aeroporto Santos Dumont, local da concentração.

A pauta de reivindicações tem 16 itens. Um motorista que faz ponto no Aeroporto Santos Dumont, e não será identificado, explicou ao Portal Eu, Rio! que a Uber trava uma disputa de tarifas com a 99 e reduziu o valor do quilômetro rodado. Mas não é só esse o problema:

“A Uber pune e não dá explicação sobre a punição. Diz que não precisa dar satisfação. O motorista da classe Diamante cai para a Azul, sem qualquer explicação. A classe Diamante é a mais alta. Quando cai para a azul é como se fosse cair de general para recruta. As tarifas estão cada dia mais baratas porque ela quer concorrer com a 99. E agora entrou a tal de inDriver, que também está jogando o preço para baixo, e não ajuda em nada”, disse.

Morte de motoristas

Outra preocupação dos motoristas é quanto à segurança do trabalho. Eles reclamam de dois casos de assassinatos e a ocorrência de roubos:

“Se o motorista é assaltado, (a Uber) não reembolsa em nada. A Uber e a 99 querem atingir um público de classe mais baixa. Mas está “dando muito favela” (sic). Você pega corrida de R$ 6, R$ 5, R$7 R$8 e cai dentro da favela e do tráfico”, disse.

Veja também:  É FAKE! Assassino de motorista de aplicativo por ciúmes não foi morto em presídio

Os motoristas do aplicativo pedem a possibilidade de cancelamento de corridas em áreas de risco sem serem penalizados, que seja disponibilizada a foto do passageiro que pede a corrida, a exclusão das categorias 99 poupa e Uber Promo, proibição do cancelamento de corridas por parte do passageiro em aeroportos, o que faz o motorista cair na fila.

Também pedem para reajustar o valor mínimo para R$ 8,00, aumento no valor do quilômetro rodado para R$ 1,40 e poder descrever os maus tratos dos passageiros com o motorista. Também querem a liberação dos carros sedan para a categoria Confort.

O manifesto está marcado para a manhã do dia 23 de fevereiro, no Aeroporto Internacional do Galeão. depois de uma carreata prevista para circular nas principais rotas da cidade.

Procurada pela reportagem, até o momento do fechamento da matéria, a Uber não se manifestou.

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas