Menu fechado

Jogos para celular devem gerar US$ 109,6 bilhões, cartão da Samsung, Uber Flash & Muito Mais – Forbes Brasil

TENDÊNCIAS INTERNACIONAIS

Jogos para celular devem gerar US$ 109,6 bilhões em receita em 2021

A indústria de jogos para dispositivos móveis explodiu em 2020, com receitas e downloads atingindo níveis recordes em meio à pandemia. E, à medida que os usuários continuam aumentando, o setor, como um todo, ensaia uma recuperação. De acordo com dados da “SafeBattingSites.com”, os games para celular devem gerar US$ 109,6 bilhões em receita ao longo do ano, um aumento de 44% na comparação com o último biênio.

Mesmo antes da pandemia, os jogos para celular testemunharam um aumento nas receitas e no número de usuários. Pesquisa da empresa alemã Statista mostra que, em 2017, este mercado movimentou US$ 57,7 bilhões em todo o mundo. Nos dois anos seguintes, as receitas aumentaram 31%, para US$ 75,9 bilhões. Diante do surto de Covid-19, 400 milhões de pessoas começaram a jogar em aparelhos móveis, o que levou a um crescimento de todo o setor em 2020.

A expectativa é que a tendência continue em 2021, com as receitas aumentando 15% ano a ano. Em 2025, a previsão é de que a indústria de jogos móveis atinja US$ 160 bilhões. A pesquisa da Statista revelou, ainda, que o número de pessoas que jogam pelo celular passou de 1,37 bilhão em 2019 para quase 1,8 bilhão em 2021. Em 2025, mais de 2,2 bilhões de pessoas em todo o mundo estarão utilizando essa modalidade de entretenimento.

Na China – maior indústria de jogos para celular globalmente -, a expectativa é atingir mais de 560 milhões de usuários e US$ 41,4 bilhões em receita ainda este ano. Os dados também mostram que o mercado chinês testemunhou o crescimento mais impressionante em meio à pandemia, com a receita subindo 50% desde 2019. Os Estados Unidos foram classificados como o segundo maior mercado de jogos para dispositivos móveis, com receita de US$ 20,4 bilhões no ano passado, 34% a mais do que antes da pandemia. A expectativa é que o número de norte-americanos adeptos dos games para celular aumente para quase 156 milhões em 2021, um salto de 14% em dois anos.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

****
TENDÊNCIAS NACIONAIS

Previsões da IDC Brasil para 2021 apontam que mercado de TIC crescerá 7%

O mercado de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) deve crescer 7% no país em 2021, mesmo com o impacto da pandemia. A estimativa faz parte do estudo “IDC Predictions”, da IDC, que antecipa as tendências e movimentos de mercado para os 110 países em que a empresa de inteligência de mercado e serviços de consultoria atua. Segundo o relatório, a previsão é que o mercado de TI cresça 11%, o de Telecom 2% e o corporativo, que contempla software, serviços e hardware, 10%.

“No início de 2020, nossas pesquisas chegaram a registrar o interesse de 60% das empresas em ampliar os investimentos em TI, o que foi considerado o ápice da última década no país. Porém, a pandemia chegou e mudou todos os planos, levando o mercado a registrar, em maio e junho, o menor índice de interesse por investimentos”, explica Denis Arcieri, country manager da IDC Brasil. Em 2021, já mais otimistas, 50% das empresas voltam a aumentar seus investimentos no setor.

Segundo a consultoria, os investimentos vão se basear em segurança, inteligência artificial, nuvem pública, modernização de sistemas de gestão de softwares (ERPs) e experiência do cliente, e as prioridades serão aumentar a produtividade, reduzir os custos, balancear o físico e o digital, introduzir produtos e serviços novos e/ou aprimorados e melhorar a aquisição e retenção de clientes.

Para a IDC Brasil, as dez principais tendências do mercado brasileiro de TI e Telecom para 2021 são: 5G na rota da massificação; conectividade com maior relevância estratégica; investimento em tecnologia edge acompanhado pelo desenvolvimento de ferramentas para a migração, integração e gerenciamento automatizado de aplicações e dados em implantações de nuvem; avanço da nuvem como elemento-chave na infraestrutura de TI; avanço da inteligência artificial embarcada em outras tecnologias, novo contexto de nuvem e colaboração, impulsionando soluções de segurança; LGPD; aumento da migração de plataformas de gestão para a nuvem; reinvenção do mercado de impressão suportado por hardware, software e serviços; ascensão dos Smart Home Devices; e a forte retomada de notebooks e tablets.

****
O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

Criada frente parlamentar que dará apoio ao mercado de varejo e e-commerce

Na última quinta-feira (4), foi criada a Frente Parlamentar Mista de Apoio ao Mercado de Varejo e E-Commerce (Frevec). O grupo, presidido pelo deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), busca tratar os impactos avassaladores que as pequenas empresas estão sofrendo desde o início da pandemia. A iniciativa, que conta com o apoio da ABF – Associação Brasileira de Franchising, chega para amparar o ambiente de negócios no Brasil e contribuir com a retomada após a crise financeira que tomou conta do país. De acordo com a Ebit/Nielsen, plataforma de consumidores do Brasil, a expectativa é de que as vendas no comércio eletrônico alcancem a marca de R$ 110 bilhões no país este ano, com aumento de 16% no número de pedidos – valor que corresponde a 225 milhões de encomendas. Dados do MCC-ENET, coletados pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital em parceria com o Neotrust/Movimento Compre & Confie, mostram que o segmento cresceu 73,88% no ano passado. Em relação ao faturamento, a alta foi de 83,68% em 2020. Áureo destaca a importância de as pequenas empresas repensarem seu modelo de negócios para que, dentro de suas possibilidades, possam se adequar às novas exigências e aos moldes do que o mercado pede. Ele cita, ainda, a importância que o grupo terá junto ao segmento de franquias, que sofreu um duro golpe com a crise gerada pela pandemia.

Samsung lança cartão de crédito no Brasil

Em parceria com Itaú e Visa, a Samsung anunciou o Samsung Itaucard Visa, primeiro cartão de crédito do segmento no país, que pode ser solicitado de forma inteiramente digital. Ao fazer o cadastro na Samsung Pay, o cliente pode realizar pagamentos por aproximação em qualquer estabelecimento. Entre janeiro e dezembro de 2020, o número de transações por meio da tecnologia de pagamento por aproximação quintuplicou no Brasil. O app também oferece cartões virtuais que podem ser utilizados para pagamentos online com segurança. Outro benefício são os pontos em dobro no programa de fidelidade Samsung Rewards.

Banco BV e Google Cloud assinam acordo de tecnologia com foco em dados e IA

Para aprofundar suas jornadas de inovação e explorar novas oportunidades de soluções no mercado, com ênfase no uso intensivo de dados e inteligência artificial, o Banco BV e o Google Cloud estabeleceram um acordo, que constitui a primeira fase de uma parceria de longo prazo. Com as tecnologias em nuvem, o BV reforçará sua estratégia focada em open finance. O acordo engloba, ainda, uma frente tecnológica já iniciada, com um plano acelerado de evolução das aplicações existentes, com uso de dados e adoção de soluções de inteligência artificial e machine learning. Por meio destes projetos, o BV se beneficiará da escalabilidade, flexibilidade e segurança da nuvem do Google, com ganhos de eficiência operacional e maior agilidade no time-to-market dos produtos, e poderá explorar novas oportunidades na criação de produtos de crédito, pagamentos e investimentos para pessoas físicas e empresas, que poderão ser ofertados diretamente pelo banco ou por meio das startups parceiras plugadas na plataforma BV Open. Com a parceria, todas as transações e operações críticas do banco serão processadas na nuvem do Google. Além disso, o BV passa a adotar soluções do gigante como pilares da sua estratégia de tecnologia.

Veja também:  [Vídeo] UBER WALLET🚨Cadê a GRANA dos Motoristas ?

Monday.com chega ao Brasil

A israelense monday.com, Work OS (sistema operacional de trabalho) customizável, onde equipes criam e moldam fluxos de trabalho para planejar, executar e acompanhar seus processos, projetos e operações, acaba de desembarcar no Brasil. Como uma plataforma SaaS baseada na web, a empresa garante proporcionar uma maneira mais eficiente e intuitiva de gerenciar equipes e organizações de todos os tamanhos. Trata-se de uma plataforma aberta na qual qualquer pessoa ou empresa pode criar as ferramentas que precisa para executar todos os aspectos de seu trabalho e conectar diferentes departamentos. A operação no Brasil ficará sob o comando de Brunno Santos (foto), que assume a posição de diretor de canais. Mesmo antes da presença por aqui, a empresa já atendia clientes como Nubank, iFood, QuintoAndar, Wildlife e Globoplay. Segundo o executivo, o Brasil é um dos 10 principais mercados para a empresa em todo o mundo.

Uber Flash chega a todo país

A partir desta sexta-feira (12), o Uber Flash – serviço de envio de itens e encomendas – começa a ficar disponível em todas as cidades com presença da Uber no Brasil. Criada em maio de 2020, a modalidade já funciona em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador, com mais de 1 milhão de itens enviados. Com as novas demandas de mobilidade que surgiram nas cidades durante a pandemia, a opção tem sido muito utilizada em datas comemorativas. No último Dias dos Namorados, por exemplo, a Uber observou um crescimento acima de 200% no número de viagens pela categoria em relação à semana anterior no Brasil. Entre os itens mais enviados pelo Uber Flash estão presentes, flores e comidas, além de documentos, roupas e chaves.

Foto: Daniel Castellano/ SMCS

Mercado Municipal de Curitiba lança inédito tour virtual 360º

Para otimizar as compras em tempos de pandemia e promover uma rota de turismo online, o Mercado Municipal de Curitiba anunciou o tour virtual 360º, por meio do qual uma grande variedade de setores, lojas, insumos e os mais de 60 anos de história do estabelecimento estão disponíveis a um clique de distância de smartphones, tablets e computadores. Com a iniciativa, as pessoas conseguem organizar sua ida ao mercado antes mesmo de sair de casa, localizando as melhores rotas, entradas e estacionamentos para seu trajeto de compras. Feito em parceria com a Hub 3D, empresa que realiza mapeamentos digitais com navegação e imagens tridimensionais, o tour é um bom programa até para quem não pretende fazer compras, mas está interessado em descobrir a história do centro comercial sem sair do conforto do sofá.

Kuaishou Technology expande para a América Latina

A Kuaishou Technologies, produtora de vídeos curtos na internet que na semana passada levantou US$ 5,4 bilhões em um IPO em Hong Kong, está de olho na América Latina. Seu aplicativo regional, o Kwai, lançado no Brasil em 2018, tem crescido rapidamente nos países da região graças ao seu caráter inclusivo, que oferece a todos a mesma oportunidade de serem vistos e ouvidos, independentemente do contexto social, econômico ou cultural. Na América Latina, o Kwai atualmente oferece as funcionalidades de compartilhamento de vídeos e rede social, permitindo aos usuários criar e compartilhar conteúdo por meio de uma interface de fácil navegação. Nos próximos meses, o Kwai deve anunciar recursos de streaming ao vivo e e-commerce. Na China, as operações de e-commerce do Kuaishou atraem cerca de 100 milhões de usuários ativos por dia, enquanto a função de streaming ao vivo serve como uma vitrine para todos os tipos de pessoas, de gamers a professores, de músicos a agricultores.

****
PRÊMIOS E RECONHECIMENTOS

Duas brasileiras estão entre as govtechs mais promissoras de 2021

Conhecida por fazer análises rigorosas baseadas em dados de especialistas, a StateUp, consultoria de inovação digital com finalidade pública baseada em Londres, acaba de lançar o Relatório internacional StateUp 21, que analisou 450 govtechs. Entre as startups selecionadas está a brasileira Gove, plataforma de inteligência que aumenta a eficiência das finanças municipais, escolhida como uma das mais promissoras na categoria One to Watch. A outra brasileira na lista é a Colab, startup de tecnologia que aproxima governos e cidadãos para uma gestão pública mais colaborativa e eficaz. Segundo o levantamento, a pandemia impulsionou o desenvolvimento e o investimento em inovação digital e serviços no segmento, historicamente subfinanciado. As principais startups sozinhas garantiram £ 500 milhões (cerca de R$ 3,67 bilhões) em investimentos no último ano. Para 2021, a expectativa é que o volume seja muito maior. O Brasil também provou ser um foco de crescimento, segundo o estudo, já que o país é o sexto entre os principais “produtores” de govtechs.

****
CAPTAÇÃO

Playvox anuncia aporte de US$ 25 milhões

A colombiana Playvox, empresa de software para otimização do atendimento nos contact centers, anunciou uma nova rodada de investimento de US$ 25 milhões liderada pela Five Elms Capital, bem como sua segunda aquisição em menos de um ano com a compra da Agyle Time, provedor de soluções de gerenciamento da força de trabalho, agendamento e previsão de demanda para contact centers digitais. Os investimentos permitirão expandir a oferta de produtos e serviços. “A Playvox tem sido fundamental para que possamos implementar rapidamente uma abordagem centrada no agente para a qualidade do serviço ao cliente que melhora a forma como interagimos com eles e atendemos às suas expectativas”, diz Felipe Mendonça, supervisor do processo de experiência do cliente do Nubank, usuário da solução. A empresa já havia arrecadado US$ 9 milhões em outras rodadas de investimento até agora.

Monkey Exchange recebe aporte de US$ 6 milhões

O fundo de corporate venture capital do Itaú e o fundo norte-americano Quona fizeram um investimento de US$ 6 milhões em uma rodada Séries A da Monkey Exchange, um dos principais marketplaces de recebíveis da América Latina. Com o objetivo de aumentar a liquidez e melhorar as condições de financiamento para empresas, a startup desenvolveu um ecossistema que conecta grandes empresas e seus fornecedores a mais de 22 bancos e instituições financeiras. “Oferecemos financiamentos a fornecedores de cadeias complexas por meio da antecipação dos recebíveis, conhecido como ‘risco sacado’”, explica Gustavo Müller, CEO da startup (foto). Os novos recursos serão aplicados na ampliação da oferta de produtos dentro do universo dos recebíveis, no aperfeiçoamento da usabilidade e segurança, assim como para montar uma área de data analytics dedicada ao banco de dados que a fintech acumulou. A empresa já atende clientes do porte de Gerdau, Saint-Gobain, Fiat-Chrysler, Minerva e Petrobras, e transacionou mais de R$ 8 bilhões em 2020. A expectativa é aumentar esse volume para R$ 20 bilhões em 2021 e R$ 100 bilhões em 2023.

Randon Ventures investe R$ 13 milhões no Grupo Delta

A Randon Ventures, unidade de investimentos e aceleração de startups das Empresas Randon, anunciou na última segunda-feira (8) um aporte no Grupo Delta, referência nacional em tecnologia e serviços para o segmento de seguros e transportes. A companhia investirá R$ 13 milhões, maior valor captado desde a entrada no mercado, em fevereiro de 2020. O Grupo Delta desenvolveu, nos últimos anos, uma das maiores plataformas de assistência e manutenção de veículos do mercado nacional, que, aliada a uma área de telemetria embarcada e desenvolvimento de softwares, atende hoje às principais seguradoras e players do setor de transporte e logística. Com o novo investimento, a expectativa é potencializar essa oferta de soluções e ampliar a base de clientes, priorizando, em um primeiro momento, as sinergias em serviços financeiros. A parceria consolida a trajetória de rápido crescimento da Randon Ventures e indica um novo momento da empresa, que passa a olhar para startups em estágios mais avançados. Além do Grupo Delta, a Randon Ventures já investiu nas startups TruckHelp e Soon (conhecida anteriormente como Reboque.me).

Veja também:  [Vídeo] Veja o que aconteceu comigo. Dica de segurança para motorista Uber e 99. Cuidado! Risco! Perigo!

****
CRESCIMENTO

Tembici cresce em 2020 e prevê faturar 60% mais em 2021

A Tembici – startup líder de tecnologia para micromobilidade na América Latina – apresentou, na última quinta-feira (4), os resultados financeiros de 2020. A empresa terminou 2020 com um saldo de mais de 30% no EBITDA em relação ao ano anterior e um crescimento de 300% em margem bruta. O resultado é fruto da combinação entre patrocínios e receita de usuários, alinhados à estratégia de crescimento da empresa. A Tembici anunciou um aporte série B em junho do ano passado, de US$ 47 milhões, dos quais R$ 16 milhões já foram investidos em tecnologia, com a expansão da equipe, ações de implantação de GPS na frota, melhorias no app, inserção de e-bikes no sistema e melhorias de processos internos que reduziram em 75% o custo com write off comparado com o resultado de 2019. Agora, o objetivo da Tembici é dobrar de tamanho em dois anos. Para isso, aposta fortemente em tecnologia, na expansão de suas estações e no acréscimo substancial no número de bicicletas e e-bikes – os modelos elétricos. Cerca de 15 milhões de viagens foram realizadas em 2020 com as bicicletas compartilhadas e a previsão é alcançar mais de 25 milhões de viagens em 2021. Para este ano, a empresa pretende continuar investindo fortemente em tecnologias que resultem em melhorias para as cidades e em novas parcerias, além de atingir mais de 60% de margem bruta e mais de 20% de margem EBITDA.

HomeHub vende R$ 290 milhões em imóveis no RJ em seu primeiro ano

Lançada em janeiro de 2020, a plataforma de tecnologia imobiliária HomeHub vendeu R$ 289.691.192 em imóveis no estado do Rio de Janeiro até dezembro de 2020, quase 14% acima da meta de seu primeiro ano de operação. 62% das vendas realizadas foram assinadas digitalmente, tendência que deve chegar a 90% em 2021. “Em 2020 a prioridade não era crescimento, queríamos validar o modelo, testar as nossas hipóteses, tracionar as primeiras franquias, avançar com a plataforma tecnológica. Este ano a prioridade é a expansão da rede. O Rio de Janeiro é nosso principal foco e vai ser por algum tempo, mas já estamos olhando para outros mercados”, comenta Rodolfo Judice, CEO da startup. Com duas lojas próprias e quatro franquias atualmente em operação, mais seis franquias devem passar a operar até março. As novas operações vão atender os bairros de Copacabana, Jardim Botânico, Gávea, Lagoa e Ipanema, além da cidade de Petrópolis. A expectativa é fechar 2021 com 40 novas franquias e expandir para além do território carioca, aumentando o VGV – Valor Geral de Vendas – para R$ 400 milhões, um crescimento de 38,08%.

Supermercado Now registra mais de 500% de aumento na base de clientes

Passado um ano da aquisição pela B2W Digital – dona das marcas Americanas, Shoptime, Submarino e Sou Barato -, a Supermercado Now, maior plataforma online de supermercado do Brasil, registrou um aumento de 503% no número de clientes cadastrados em 2020, passando dos 328 mil em janeiro para mais de 1,9 milhão em dezembro. A plataforma, primeiro marketplace do setor, conecta o consumidor ao varejista por meio de aplicativo ou site. O usuário seleciona o supermercado de sua preferência, escolhe os itens do carrinho de compras e pode optar por receber em casa no mesmo dia, agendar ou retirar na loja. Desde a aquisição, o número de cidades atendidas cresceu de 27 para 46. O foco no período foi o ganho de capilaridade no estado de São Paulo, ampliando a operação para o litoral (Santos e Praia Grande) e interior (Campinas, Bauru, São José dos Campos, por exemplo). As redes de supermercados parceiras também aumentou: de 38 para 50, com a inclusão de Carrefour e BIG. Com mais parceiros, o sortimento de produtos disponíveis cresceu 46%, passando de 62,5 mil em janeiro para 91,3 mil em dezembro. Para 2021, os planos incluem a expansão para mais sete cidades, oferecendo ao cliente pelo menos três opções de supermercados em cada localidade.

Hyland cresce na América Latina

A Hyland, provedora de serviços de conteúdo, anunciou um crescimento de 15% a 20% na América Latina no último ano. Atualmente, mais de 500 organizações na região – e 16.000 no mundo – usam a plataforma da empresa em seus processos de transformação digital, conformidade e experiência do cliente. O uso da tecnologia melhora a produtividade, e os resultados empresariais são favorecidos graças ao bom rendimento dos funcionários, ao fluxo de informações e aos processos. No Brasil, a empresa detectou uma demanda crescente por soluções que automatizam processos e permitam uma visão 360° dos clientes, colaboradores e do cumprimento das normas. Outros aspectos tecnológicos úteis para as organizações incluem a segurança cibernética na rede interna de trabalho e, principalmente, o gerenciamento de conteúdo na nuvem.

Magento Commerce conquistou 120 novos clientes no Brasil em 2020

A Magento Commerce, plataforma de e-commerce da Adobe, duplicou o tamanho da operação na América Latina em 2020. No Brasil, a empresa conquistou cerca de 30 novos clientes a cada trimestre, e atualmente é responsável por 30% dos negócios das Américas. Entre os novos contratos estão empresas como Minerva Foods, Grupo Rio Branco e Goodwayer, além de Lojas Melissa, Casa Almeida e Asus. Os marketplaces Simpress, ABB e Brasilseg também contaram com o apoio da plataforma para operacionalizar os negócios no ambiente digital. Neste ano, os investimentos serão direcionados para ter o e-commerce ainda mais integrado ao ecossistema Adobe. Por isso, uma das apostas é a expansão do Marketo na América Latina, ferramenta de orquestração de marketing, com soluções de comunicação para as marcas interagirem melhor com os clientes. Outra novidade é a integração do Sensei, a inteligência artificial da Adobe, com o Search, ferramenta de busca da Magento, para que os consumidores das lojas possam buscar os produtos por imagem.

Flores Online cresce 115% em faturamento

Ao investir no relacionamento com parceiros e em estratégias para garantir o abastecimento, a Flores Online, e-commerce de flores e presentes, registrou 156.942 vendas em 2020 – contra 80.723 de 2019 – e um crescimento de 115% no faturamento em relação ao ano anterior. Entre os fatores que contribuíram para o resultado está a antecipação do lançamento do marketplace, que tinha previsão para o fim de 2020. “Isso foi importante para ampliar nosso portfólio, além de contribuir para que as marcas participantes contassem com mais um canal de venda”, conta Lucas Buffo, CIO da empresa. Para 2021, a empresa planeja expandir a participação do marketplace nas vendas da Flores Online, com suas duas equipes trabalhando de forma integrada para trazer novos sellers e, ao mesmo tempo, ampliar os pedidos, estreitando parcerias e incluindo produtos para compor os kits da marca. “2020 foi um ano de muitos desafios, mas que trouxe uma aceleração grande para o negócio, tanto em termos de crescimento de receitas quanto de oportunidades de parceria e de evolução. Acreditamos que 2021 será de consolidação.”

****
ACELERAÇÃO

TIM seleciona três startups para projeto de conectividade no campo

Em parceria com o hub de inovação AgTech Garage, a TIM selecionou as startups Perfect Flight, Adroit Robotics e Tarvos – do setor do agronegócio – para auxiliar no projeto de conectividade nas áreas rurais. Entre mais de 50 inscritas, as escolhidas terão disponíveis a rede da operadora para implementar suas soluções nas empresas que são parceiras do projeto – Amaggi, Citrosuco e Jalles Machado – para, em um segundo momento, ampliar as ações para todo o mercado. As startups, que visam manejos mais rápidos, eficientes e com redução da utilização de produtos químicos, vão contribuir para o aumento da produtividade e da lucratividade e da redução do tempo na tomada de decisões estratégicas.

Veja também:  Pedágio: Como funciona no Uber?

****
TECNOLOGIA DO BEM

Alexa simula sinais de Burnout em alerta sobre a doença

A Amazon uniu-se à Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em uma campanha pela conscientização sobre a Síndrome de Burnout, doença silenciosa que pode ser agravada pela rotina durante a pandemia. Ontem (9), a Alexa – inteligência artificial da Amazon – fez um alerta sobre o tema toda vez que clientes perguntavam “Alexa, tudo bem?”. Normalmente, quem faz essa pergunta recebe uma resposta diferente, com uma curiosidade ou um fato. Mas ontem, além da mudança na resposta, houve também uma alteração no tom de voz. De acordo com o International Stress Management Association BR, 72% dos brasileiros no mercado de trabalho sofrem alguma sequela causada por estresse, e 32% têm Burnout. Os dados indicam também que de cada dez pessoas como o quadro, nove continuam trabalhando e não buscam qualquer tipo de tratamento, seja por falta de diagnóstico, desconhecimento dos sintomas ou até mesmo pelo estigma que ainda existe em relação à doença. As respostas da Alexa foram todas criadas com apoio da ABP, e estarão disponíveis para clientes que tenham um dispositivo da Amazon ou que usem o app gratuito da Alexa em dispositivos Android e iOS.

ONG testa carroças elétricas

Os catadores de materiais recicláveis são responsáveis por recolher 90% de tudo que o Brasil recicla. Normalmente, esses trabalhadores utilizam carroças para armazenar e transportar o que recolhem, podendo chegar a carregar mais de 500 kg de uma só vez. Pensando na saúde desses profissionais, a ONG Pimp My Carroça criou o projeto Carroças do Futuro, que tem o objetivo de melhorar as condições de trabalho, renda e saúde desses trabalhadores. O projeto busca desenvolver protótipos de carroças e triciclos elétricos com baixo custo e potencial de escalabilidade, não poluentes e que sirvam como alternativa à tração humana. A versão aprimorada da carroça elétrica possui velocidade máxima de 5 km/h, motor elétrico com a função ré e itens de segurança – freio, buzina, setas, rastreadores via GPS e farol dianteiro e traseiro. Sua capacidade de carga é de 400 kg. A carga das baterias possui a duração de seis horas e são recarregáveis em tomada comum. “Realizamos em janeiro os testes com os catadores. A carroça foi bem avaliada e estamos animados para levá-la para as ruas. Pretendemos replicar este protótipo através da aplicação de projetos piloto em microrregiões para avaliarmos o desempenho das carroças e coletarmos evidências referentes ao desempenho, ao aumento da capacidade da coleta seletiva e sobre as melhorias nas condições de trabalho e renda dos catadores”, diz Adriane Andrade, coordenadora do projeto.


Tecnologia desenvolvida no Brasil ajuda a recuperar corais ameaçados de extinção

Pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) desenvolveram uma tecnologia inédita que pode ajudar a salvar espécies de corais em risco de extinção. A partir da recuperação de fragmentos com perda tecidual, o dispositivo inova a técnica de transplante de corais, funcionando como uma espécie de berço, onde os fragmentos são mantidos até que se recuperem e cresçam. Com isso, eles podem ser reinseridos em seus habitats, ocupando papel-chave no equilíbrio recifal. O projeto conta com o apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, e mostra como a proteção da biodiversidade gera benefícios para o país, inclusive do ponto de vista econômico. “É extremamente importante cada vez mais o poder público, a iniciativa privada e a sociedade se conscientizarem da necessidade de cuidarmos dos ambientes naturais, da fauna e da flora. Temos na natureza um grande ativo que pode ser usado de forma sustentável e responsável para gerar renda e empregos”, diz Ranilson Bezerra, coordenador geral do projeto. Com o dispositivo, foi possível cultivar o coral Mussismilia harttii, presente na lista de espécies em extinção. Os pesquisadores têm conseguido multiplicar o número de pólipos obtidos a partir de um mesmo fragmento, protegendo os corais contra o processo de branqueamento.

****
IMPACTO SOCIAL

Mercado Pago e ONG Habitat Brasil fecham parceria em prol da moradia digna

O Mercado Pago, fintech do Mercado Livre, uniu-se à organização Habitat para a Humanidade Brasil para promover o acesso à moradia digna no país. Por meio do “Botão Doar”, a iniciativa visa angariar fundos no aplicativo até o dia 28 de fevereiro. Os recursos arrecadados para a organização serão destinados a beneficiar moradores de favelas e periferias com melhorias em suas casas, a fim de eliminar as principais precariedades que podem agravar a transmissão do novo coronavírus. O botão é uma funcionalidade permanente, que permite que os usuários da conta contribuam com diferentes organizações sociais em apenas alguns cliques, de forma segura e prática. Para a fintech, a iniciativa é mais um passo na busca constante pela geração de impacto social por meio da tecnologia. “Entendemos que o papel social das empresas é promover inovação e potencializar o trabalho de organizações da sociedade civil que já atuam em suas causas e territórios e, por isso, nos juntamos a organizações relevantes da luta por melhores condições de moradia”, afirma Laura Motta, gerente de sustentabilidade do Mercado Livre e do Mercado Pago. Além da Habitat Brasil, participam da ação as ONGs Teto e Cruz Vermelha.

Token de crédito de carbono da MOSS bate recorde em estreia no Mercado Bitcoin

A listagem do token de crédito de carbono MCO2 da MOSS – primeiro projeto global de tokenização do ativo – é a maior em volume negociado nas primeiras 24 horas na história do Mercado Bitcoin. Cada token corresponde a uma tonelada de crédito de carbono. Segundo Luis Felipe Adaime, CEO e fundador da MOSS, o volume negociado no primeiro dia da listagem – a última quinta-feira (4) – corresponde à preservação de 100 mil campos de futebol. “Alcançamos uma marca histórica, negociando o equivalente a 0,5% de todo volume global de carbono do mercado voluntário”, destaca. O desempenho representou 10% do volume transacionado na exchange, fazendo do MCO2 o quarto criptoativo mais negociado do Mercado Bitcoin no dia. O token, que iniciou cotado a R$ 102, atingiu um pico de R$ 120. O token MCO2, que tem o maior estoque de créditos de carbono da história – 2 milhões de toneladas, equivalente a um valor de mercado de US$ 36 milhões – é usado por grandes empresas e pessoas físicas para compensação de pegadas de CO2.

VEJA TAMBÉM: Fintech ambiental enviou R$ 55 mi para projetos na Amazônia nos últimos seis meses

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas