Menu fechado

Como a Uber seduz motoristas para dirigir mais tempo e não usar outros apps

O mercado de viagens por aplicativo foi um dos que mais mudou nos últimos dois anos. O aumento do preço do combustível fez com que vários profissionais desistissem do ramo e os aplicativos precisassem disputar colaboradores, que acumulam queixas e reivindicações.

Para atrair motoristas para a plataforma, a Uber tem uma estratégia: oferece quantias extras para quem completar um determinado número de viagens. A periodicidade das campanhas, no entanto, não é clara, e as ofertas são mais generosas para os condutores que utilizam menos o aplicativo.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Nas redes sociais há relatos de motoristas que ganharam R$ 2.800 extras após completar 175 corridas, outros receberam R$ 220 por 80 viagens ou até mesmo R$ 60 ao fim de 50 trajetos. De acordo com os próprios motoristas, quem está afastado há mais tempo, normalmente, recebe propostas mais interessantes. As ofertas também variam de acordo com a cidade.

A iniciativa é comemorada por alguns, mas duramente criticada por outros. Denis Moura, diretor executivo da Associação de Motoristas Particulares Autônomos (Ampa-RJ), alega que as campanhas raramente são lucrativas.

“Elas acontecem para criar um vínculo mais forte entre o motorista e a plataforma. Na maioria das vezes, quando o motorista vai fazer a conta, na verdade, estão diminuindo o valor do quilômetro rodado nas corridas e, supostamente, aumentando o ganho com esses bônus. É uma maneira de prender o motorista na plataforma, já que, normalmente, ele usa mais de uma”, opina.

Segundo Denis Moura, o que o motorista reivindica, mais do que promoções, é um aumento geral na tarifa. Ele afirma que mesmo os dados do IBGE apontando que as viagens por aplicativo ficaram 67,18% mais caras nos últimos 12 meses, esse aumento não chegou ao prestador de serviço. “Desde 2014, a tarifa nunca foi reajustada.”

Veja também:  Furar fila: Uber testa funcionalidade que permite corridas com menos espera, porém mais caras

Eduardo Lima de Souza, presidente da Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo (AMASP), enxerga as campanhas e promoções como uma ferramenta para que os motoristas tenham um sentimento de que estão ganhando um valor a mais, mas vê a iniciativa com algo positivo.

“Melhor do que campanhas, é fazer um reajuste nas tarifas, pois o motorista nunca pode contar com essas promoções. Ele nunca sabe quando ela vai vir, quanto vai ganhar? É louvável, mas acredito que poderia ser um projeto mais direto para o motorista”, opinou.

Discordâncias entre colaboradores

Nas redes sociais as opiniões sobre as estratégias do Uber são diversas. Enquanto alguns afirmam conseguir uma boa renda mensal “escolhendo as corridas certas”, outros dizem que a atividade não compensa mais. A empresa explica que as iniciativas como promoções de ganhos adicionais são opcionais, ou seja, o motorista parceiro pode visualizar os critérios e condições de cada promoção diretamente no aplicativo para decidir se deseja participar.

“Também há ferramentas que exibem a tendência de ganhos por região, dia e horário, para que ele possa se planejar e escolher os melhores momentos para dirigir. A Uber também informa, no site, uma estimativa de ganhos baseada no histórico dos motoristas parceiros que dirigem na cidade. Em São Paulo, motoristas parceiros que dirigem cerca de 40 horas atualmente têm ganhos acima de R$ 1.400 por semana. É importante reforçar que as estimativas dependem diretamente dos dias, horários e locais que o motorista parceiro decide usar a plataforma Uber”, afirmou por meio de nota.

A empresa também alega que é a única plataforma a limitar o tempo de serviço a 12 horas por dia.

Veja também:  Uber lança campanha de Dia dos Namorados em prol da comunidade LGBT

“Como profissionais independentes, os motoristas parceiros da Uber decidem quando e como usar o aplicativo. Contudo, a Uber é a única plataforma que conta com uma ferramenta, implementada em parceria com entidades de segurança viária, que limita o tempo online dirigindo pelo aplicativo. A ferramenta fornece notificações ao motorista quando ele se aproxima do limite de 12 horas online conduzindo o veículo em um único dia. Atingido esse limite, ele será automaticamente desconectado e não poderá utilizar o aplicativo pelas seis horas seguintes”, diz a Uber.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

https://platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

0 0 votes
Article Rating

Deixe uma resposta

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x