Menu fechado

Bairro: Adversária portuguesa da Uber Eats e da Glovo fecha ronda de investimento de 1,2 milhões de euros

A startup Bairro, que visa a entrega de produtos de supermercado, levantou 1,2 milhões de euros numa ronda de investimento liderada por um grupo de investidores privados internacionais com uma grande experiência nos setores de retalho e delivery.

Com este investimento, a Bairro “pretende continuar aotimizar o serviço, alargar a sua área de atuação em Lisboa, levar a marca à cidade do
Porto até ao final do ano e, assim que a operação estiver consolidada nas duas cidades, passar a realizar entregas rápidas em todo o país”, pode ler-se no comunicado enviado à Executive Digest.

A startup foi fundada por Artem Kokhan, de 25 anos e residente há 8 anos em Portugal, e Milana Dovzhenko, empreendedores em série, que já contam com experiência anterior em criação e gestão de empresas. A equipa desenvolveu uma aplicação móvel de entrega rápida de produtos de supermercado, comida e bens essenciais no coração da cidade de Lisboa, assegurando que a experiência do utilizador é sempre de alta qualidade, independentemente do tipo de produto pretendido ou horário de entrega, disponível entre as 10:00h às 00:00h.

Este serviço é particularmente relevante numa altura em que a pandemia veio mudar as rotinas e a perceção da compra de produtos de supermercado, e em que os clientes pretendem, cada vez mais, a possibilidade de receber as suas compras de forma rápida e sem custos adicionais, tais como valores mínimos de encomenda ou taxas de entrega.

Por estes motivos, em apenas 5 meses de atividade, a Bairro levantou 1,2 milhões de euros numa ronda que contou com investidores da Rússia, tais como Leonid Dovladbegyan, diretor-geral do hipermercado online Vprok.ru – X5 Retail Group, Dmitry Shklyar, investidor líder e business angel, Alex Vasiliev, ex-diretor da JD.com e da Cainiao, e Andrey Tsytsenko, ex-diretor do Delivery Club e do Pandao.

Veja também:  [Vídeo] Um Motorista de Uber cabra macho!!!!

“É indiscutível que os hábitos de consumo estão a mudar, impulsionados em grande parte pelo contexto pandémico. Realizar as compras a partir de casa, de forma mais cómoda e rápida, é cada vez mais uma realidade para os consumidores e considerámos que existia espaço no mercado para criar um serviço que viesse resolver o problema das compras de supermercado de última hora, de forma eficiente e sem custos elevados. A, afirma Milana Dovzhenko, sócia e fundadora da Bairro.

“A tração impressionante do projeto, o volume atual do mercado alimentar português, que representa um valor estimado de 24 mil milhões de euros e a baixa concorrência no segmento de entrega rápida na região, foram fatores que conduziram à decisão de investir na Bairro”, comenta o business angel Dmitry Shklyar.

Atualmente, a startup já possui contratos diretos com os fornecedores com maior destaque, incluindo PepsiCO, Unilever, Nestlé, entre outros, sendo que nos próximos dois anos planeia expandir a gama de produtos alimentares e bens de consumo, bem como apostar nos produtos farmacêuticos.

A Bairro foi lançada em dezembro de 2020 com um investimento inicial de 100.000 euros, direcionado para o desenvolvimento da aplicação móvel e abertura da primeira dark store, um armazém de supermercado fechado ao cliente no centro da cidade, nas antigas instalações da Nokia, no Marquês de Pombal.

Durante os três primeiros meses, a startup esteve a desenvolver o MVP, Minimum Viable Product, sendo que o primeiro armazém abriu portas no final de março 2021. O plano de negócios inclui a expansão da Bairro para mercados tais como Espanha e outros países vizinhos.

Reportagem Original


Caso ainda não conheça nossa comunidade, o Mundo Uber tem um fórum onde os membros podem interagir e postar dicas e dúvidas para os demais motoristas de aplicativo. Para acessar o fórum, é bem simples, basta clicar nesse link:
https://mundouber.com/forum/

0 0 votes
Article Rating

Deixe uma resposta

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x